Com 48%, AC tem maior porcentagem do país de crianças sem vaga em creches por dificuldades de acesso

  • 11/04/2024
(Foto: Reprodução)
A taxa representa cerca de 28,7 mil crianças. Em toda a região Norte, o número chega a 400 mil. Dados são do IBGE e foram levantados pela organização Todos Pela Educação. Cerca de 28,7 mil crianças não estão matriculadas em creches por conta de dificuldades de acesso Prefeitura de Rio Branco O Acre tem a maior porcentagem do país de crianças sem vaga em creches por conta de dificuldades de acesso, com 48%, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) levantados pela organização Todos Pela Educação. O número representa cerca de 28,7 mil crianças. Leia mais Lei que garante prioridade de matrícula em creches a filhos de mulheres vítimas de violência é sancionada em Rio Branco Creche alvo de investigação por maus-tratos no Acre funcionava há 10 anos sem alvará; donos são indiciados JAC2 – Bloco 3 – 09/04/24 Segundo o levantamento, as maiores taxas de crianças de zero a três anos de idade fora das creches por dificuldades de acesso estão no Norte e Nordeste. Depois do Acre, estão os estados de Roraima (38%), Pará (35%) e Piauí (33%). O estudo aponta ainda que 17% das crianças frequentam creches no Acre. Em todo o país, a taxa de crianças sem creche por dificuldades de acesso é de 20%. São cerca de 2,3 milhões de crianças. Dificuldades “A gente percebe que são estados que têm peculiaridades do território. Por exemplo: as regiões que têm mais dificuldade de acesso para famílias, seja no campo ou na floresta, crianças que vivem em comunidades ribeirinhas“, avaliou Daniela Mendes, coordenadora de políticas educacionais do Todos Pela Educação em entrevista à Rede Amazônica. Outro recorte do levantamento mostra que há desigualdade no acesso a creches conforme a renda das famílias. Entre os 20% mais pobres no país, 28% das crianças não frequentam creches por dificuldades de acesso, enquanto que nos 20% mais ricos, o número é de apenas 7%. De acordo com o governo federal, a matrícula em creches não é obrigatória, mas é direito da criança e da família e cabe ao Estado oferecer as vagas. O diretor de políticas públicas do Todos Pela Educação, Gabriel Corrêa, ressalta que, além da distância e oferta de vagas, uma das principais dificuldades no país é o caso de creches que não aceitam as crianças por causa da idade. “Há algumas unidades que só aceitam crianças a partir dos dois anos, por exemplo. São crianças cujas famílias querem colocar numa creche, desejam o atendimento, mas não conseguem obter do Estado esse direito. Por isso, o número chama muita atenção”, destaca. VÍDEOS: g1

FONTE: https://g1.globo.com/ac/acre/noticia/2024/04/11/acre-tem-maior-porcentagem-de-criancas-sem-vaga-em-creches-por-dificuldades-de-acesso-com-48percent.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes